O Guia das 12 dicas para vender mais em 2022 [comprovado e atualizado]

Se você está pensando que vender mais vai ser um grande desafio, pense que para seu concorrente também é, mas com estratégia (e, seguindo nosso guia de 12 dicas para vender mais em 2022), você pode ir mais longe que a concorrência!

Claro que o mercado tem suas dificuldades, mas se você seguir os passos comprovados e aplicar as técnicas que vamos falar aqui, o resultado vem mais facilmente. Garantido.

Aqui você vai aprender 12 dicas de como vender mais. A última pode transformar seu negócio! 😉

Por isso, não perca tempo, coloque em prática os métodos que reunimos pra você aqui nesse artigo e alavanque suas vendas.

Sumário

1. Conheça seu cliente

Talvez você já tenha ouvido isso muitas vezes, mas aqui vamos te convencer da importância desse primeiro passo.

Conhecer seu público-alvo vai poupar que seus esforços sejam direcionados para pessoas que não vão comprar de você.

Ao conhecer o perfil ideal do seu cliente, você vai conseguir fazer anúncios mais específicos e vai poder entregar seu produto para a pessoa que realmente tem a intenção de compra.

Por exemplo: quem compra mais frequentemente de você é homem ou mulher? É de qual faixa etária? Por aí vai…

Além disso, conhecendo seu público-alvo, você vai poder melhorar uma métrica chamada LTV = indica quanto o cliente gasta na sua empresa ao longo de todo o tempo que tem relacionamento com sua marca.

Ou seja: você vai vender várias vezes para o mesmo cliente porque conhece o que ele QUER.

2. Use gatilhos de dor ou desejo para vender

Não se desespere, já vamos explicar o que isso significa!

Toda compra é movida por um desses sentimentos: dor ou desejo.

Às vezes, o cliente compra simplesmente porque tem o desejo de ter aquele produto ou fazer parte de uma “comunidade de pessoas” específicas que podem comprar o certo produto. 

Exemplo: João tem dinheiro para comprar uma Ferrari. 

Ele poderia comprar qualquer outro carro, mas como ter uma Ferrari gera um certo status, ele decidiu por ter esse produto que apenas um certo grupo de pessoas pode comprar.

Entendeu?

Isso não acontece só com produtos de ticket altíssimo. Às vezes, uma jovem quer comprar certo cosmético só porque a sua influenciadora favorita indicou.

Isso tudo tem a ver com o desejo do cliente.

Agora, outro sentimento que provoca uma compra é a dor.

Exemplo: a dor do Pedro é que ele precisa aumentar sua renda para pagar a dívida da faculdade.

Então, ele vai atrás de um curso sobre finanças para gerir melhor seu dinheiro e saber economizar. 

Para que o vendedor do curso use o GATILHO DA DOR, ele precisa relembrar o Pedro das suas motivações, do porquê da compra: pagar as dívidas.

Isso vai gerar no Pedro um senso de urgência para comprar logo o curso e acabar com sua dor

Mas você, vendedor, também pode usar esses gatilhos de forma complementar. Ou seja: ofereça o produto focando no desejo, como ter o desejo satisfeito vai transformar a vida dele.

E também foque na dor: como será ruim ficar sem o produto porque… [insira a dor do cliente aqui]. 

Pronto. Assim, você usa gatilhos mentais para fechar uma venda.

3. Quebre a desconfiança do cliente

Todo cliente passa por um momento de desconfiança antes da compra.

Será que serve para mim?” ou “será que esse produto funciona mesmo?” e tantas outras inseguranças.

Por isso, uma das técnicas de vendas mais importante é ANTECIPAR a desconfiança do cliente e assegurá-lo da solução que seu produto ou serviço oferece.

Além disso, o cliente pensa em muitas outras coisas antes de fechar a compra como: “será que tenho dinheiro pra isso mesmo?” ou “será que preciso comprar isso agora?”.

Por isso, uma das principais dicas para vender mais é quebrar essas objeções dos clientes. Você consegue isso usando gatilhos mentais para vendas, como a prova social, os gatilhos que falamos ali em cima e alguns outros, como o da necessidade e da urgência.

4. Faça uma venda consultiva, não uma mera transação

Calma, não se preocupe que vamos te explicar!

Quando você faz uma mera transação, você apenas está trocando dinheiro por alguma coisa. 

Fazemos isso o tempo todo: quando fazemos compras no supermercado, por exemplo.

Mas ao vender algum produto ou serviço, você deve agregar VALOR ao preço pago.

Isso significa que uma venda consultiva é uma venda ativa e gera conexão com o cliente. O vendedor que usa a venda consultiva é como um “consultor” que conduz o cliente a comprar aquilo que quer e que vai transformá-lo.

A escuta ativa faz parte da venda consultiva: você cria um relacionamento com o cliente e atende os seus desejos específicos, dando o seu produto ou serviço como solução.

5. Tenha um Mecanismo Único

Se você nunca ouviu falar sobre isso, não se preocupe, vamos te explicar direitinho.

Mas saiba desde já que essa é uma dica fundamental, uma das mais importantes. Os empreendedores precisam entender o mecanismo único como algo que vai guiar as estratégias da empresa, porque é como um catalisador de vendas.

O mecanismo único é algo que só o seu produto/serviço tem ou faz. É algo que diferencia o que você vende de todos os outros concorrentes do mercado.

É a solução que só a sua empresa traz.

Por isso, tenha um mecanismo único e apresente-o nas negociações, na oferta e nas conversas por WhatsApp com os clientes, por exemplo.

6. Use técnicas de negociação

Como já falamos, a venda deve acontecer depois de você aprofundar o relacionamento com o cliente. A negociação entra nessa etapa.

Existem muitas técnicas de negociação, mas a que vamos indicar aqui é a Win-Win (eu ganho, você ganha).

Essa talvez seja a técnica de negociação mais famosa e a ideal de aplicar. Até porque todo mundo quer ganhar.

Em vendas por WhatsApp, você pode conduzir os clientes a grupos VIPs, pode dar e-books gratuitos, descontos exclusivos, etc., tudo para fazê-lo “ganhar” na negociação, enquanto você também ganha porque fecha a venda mais rapidamente, sem perder nada!

7. Entenda o que é outbound e comece a praticar

Outbound significa fazer uma prospecção ativa. Em tradução livre significa “fora da barreira”.

O que isso significa na prática, afinal?

Isso é quando você não espera sentado os clientes virem até você, mas você mesmo, vendedor, vai pra “fora da barreira” atrás dos seus clientes.

Você está ATIVAMENTE prospectando clientes. Você está entrando em contato com clientes em potencial, mesmo que eles ainda não tenham contactado você.

Isso é uma ótima dica para vender mais, porque você entra em contato com a pessoa que pode decidir ali mesmo se vai comprar de você. Você não tem que ficar esperando por anúncios ou indicações.

Isso também gera uma conexão mais próxima com o lead. Ali mesmo você consegue identificar com qual tipo de cliente está lidando e consegue falar a língua dele 😉 

8. Se importe com o remarketing

O remarketing significa fazer o marketing novamente para o mesmo cliente. 

Pense quão estratégico é isso: a pessoa já conhece sua empresa e agora, com essa técnica, recebe suas ofertas, promoções, descontos, eventos gratuitos, novidades e por aí vai…

O remarketing aumenta a taxa de conversão de vendas, porque aquele cliente que já conhece você, mas não comprou de primeira, pode comprar agora com a campanha de remarketing!

Você pode mandar e-mails ou até mesmo mensagens no WhatsApp para fazer um remarketing eficiente.

9. Se diferencie da concorrência e faça follow-up

O follow up é um acompanhamento que você faz com o cliente depois de ele comprar seu produto. 

É também chamado de pós-venda e tem um objetivo claro: fidelizar o cliente.

Isso significa que você vende mais porque o mesmo cliente compra de você mais de uma vez.

Além disso, você cria um relacionamento com o cliente por causa do follow-up e revela uma venda consultiva do início ao fim do atendimento.

Se quiser saber mais sobre o assunto, confira nosso guia completo sobre pós-venda

10. O cross-selling pode aumentar suas vendas

O cross-selling significa “venda cruzada”.

Essa é uma técnica de venda que você pode aplicar quando estiver vendendo por WhatsApp ou até no mundo off-line. 

O cross-selling significa convencer o cliente a comprar mais produtos seus, além daquele que já havia planejado comprar. 

Se você viu que o cliente está decidido a comprar um produto, você pode oferecer outro item que faça sentido para a experiência dele. 

Isso é claro que vai aumentar suas vendas e pode melhorar também a satisfação do cliente. 

11. Aproveite o poder do marketing digital

O marketing digital já é uma realidade no mundo das vendas. 

Com ele, você abrange seu alcance e enfatiza sua autoridade no mercado. 

O seu plano de marketing digital deve incluir: presença forte nas redes sociais, anúncios pagos, tráfego orgânico (que você pode fazer por meio dos influenciadores, por exemplo) e marketing de conteúdo (e-books/aulas grátis, artigos, etc.).

12. Abuse do WhatsApp Business

O WhatsApp Business é um grande aliado de empresas hoje em dia. 

Com ele, você pode atender seu público de uma forma mais profissional e também otimizar seu atendimento e pedidos recebidos.

Leia nosso guia atualizado sobre o app e conheça todas as ferramentas que podem ajudar seu negócio. 

Além disso, nossa dica poderosa para você aumentar suas vendas é: coloque o link do seu WhatsApp na bio das suas redes sociais!

Isso facilita o acesso dos seus potenciais clientes ao seu contato e otimiza o tempo desde o interesse do cliente até o fechamento da compra 😉

Conclusão

Tenho certeza que nosso guia vai ajudar você a alavancar suas vendas. Afinal, são 12 dicas comprovadas, super aplicáveis que dão resultados!

Aqui te demos dicas sobre cada fase da venda, ou seja, você pode desenvolver todas as áreas do seu negócio.

Ah, não precisa aplicar as dicas na ordem que colocamos aqui, monte uma estratégia e veja como elas se encaixam na sua empresa.

Mas volta aqui e coloca nos comentários quais resultados você identificou depois de ler esse artigo 😉 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.